Por: Leandra Lima*

Comércio está otimista com o Natal

Comércio da Rua Teresa - Petrópolis | Foto: Leandra Lima

De acordo com o Sindicato Varejista de Petrópolis (Sicomércio), o setor varejista já começou a programação de contratações temporárias para o final do ano, época conhecida como a mais importante para as vendas. Os novos postos de trabalho são incentivados pela proximidade com a Black Friday e o Natal. Segundo o Sindicato, o cenário econômico atual ajuda, pois a queda da taxa de juros e inflação mais controlada são fatores importantes para aqueles que pretendem investir.

"O Dia das Crianças foi um bom indicador para o varejo e deu largada no planejamento para as vendas do final do ano. A expectativa é positiva. Em setembro, 10% das vagas são criadas, mas é em novembro que a busca por emprego atinge o auge, com 60% das vagas sendo abertas. A alta no consumo deve crescer cerca de 10% até os dias que antecedem o Natal", afirma o presidente do Sicomércio Petrópolis, Marcelo Fiorini. O Sindicato informou que os setores que mais utilizam contratações temporárias são o comércio, hotelaria, turismo e serviços.

O Correio conversou com alguns lojistas do polo de moda da Rua Teresa que se mostraram otimistas com o início da movimentação, já que o período de festas é uma ótima oportunidade de vendas, de acordo com os comerciantes essas datas movimentam bastante o polo.

Uma pesquisa feita pelo o Instituto Fecomércio de Pesquisas e Análises (IFec RJ), com 427 empresários da região metropolitana do Rio, entre os dias 02 e 05 de outubro, revelou que 35,5% dos entrevistados contratam funcionários temporários para as festas de fim de ano e a alta temporada. Os dados mostram que 53% dessas contratações será feita neste mês e em dezembro, 29,8% dos empresários pretendem admitir mais trabalhadores neste período.

A perspectiva da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) para o mercado de trabalho na reta final do ano confirma o otimismo, a instituição informou que 2023 deve ter 262 mil vagas temporárias, um aumento de 8,14% em relação a 2022, o número é o mais alto desde 2014, quando foram geradas 299,7 mil vagas. Segundo a Confederação, o maior empregador será o comércio, com previsão de 173 mil postos, enquanto o segmento de hospedagem e restaurantes contribuirão com 63 mil vagas. O Rio de Janeiro tem previsão de criação de 16 mil empregos, 12% das vagas temporárias podem se tornar efetivas no início de 2024.

*Estagiária

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.